quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Lua, lua, lua!

Desde o Halloween, a lua anda tão maravilhosa que está difícil me concentrar em coisas terrenas... O calor da noite, a lua, ontem, tão vermelha! Os vampiros que me desculpem, mas nessas horas dá uma vontade enorme de uivar como uma loba...

E o meu consorte, com toda a sua verve nerd, dizendo: "Sabe por que a lua fica dessa cor? É poluição!" Hahahahahaha!


E por falar em lobas, descobri que um conto que enviei há algum tempo para um site está no ar. É o conto "Estela" no site Contos Fantásticos. Dêem uma olhadinha, clicando aqui.

Bem, vejamos... Botando em dia algumas informações, vou comentar um pouco como foi o Halloween. O lançamento da coletânea Galeria do Sobrenatural no sábado, na livraria Martins Fontes da Paulista, foi muito divertido. Encontrei Roberto Causo, seu filho e a sua esposa, a escritora Finisia Fideli. Finisia, por sinal, é uma das pessoas que mais me incentivaram no início de carreira. Conversamos sobre "Kaori" e ela teceu alguns comentários muito interessantes sobre o livro. Ela gostou!!! Ueba!

Foi muito bacana encontrar de novo, depois de muito tempo, Renato Rosatti do site A Boca do Inferno. O trabalho de divulgação do Horror feito por ele e pelo pessoal da Boca é admirável, merece ser conhecido!



Os amigos assíduos não faltaram: a minha one-san (irmã mais velha) Elza foi lá se divertir mais um pouco com a fauna dos escritores fantásticos. Lá estavam também os escritores Martha Argel, Adriano Siqueira, Marcelo Galvão, Ricardo Delfino e Sergio pereira Couto, os escritores e fotógrafos Luciana Fátima e Arlindo Gonçalves, o escritor e lycanzinho Leonardo Ragaccini, as leitoras e agora contistas Thatá e Nathália.

Os autores da "Galeria do Sobrenatural" estavam super-animados: Braulio Tavares, Cavani Rosas, Claudio Brites, Cláudio Villa, Danny Marks, Fábio Fernandes, Lucio Manfredi, Márcia Olivieri, Mario Carneiro Jr, Shirley Souza. Além do Sílvio Alexandre, o Mr. Fantasticon e organizador da coletânea, e eu, claro! Estávamos todos devidamente identificados com crachás, muito úteis em lançamento de coletâneas, onde às vezes tem mais escritor do que leitor... rsrsrsrs. Pela primeira vez, tive a oportunidade de observar o fenômeno de "escritores descanetados", isto é, um número absurdo de escritores sem canetas, pedindo emprestados os valiosos (e repentinamente raros) canetas para autografarem os exemplares! Eu, como não me desgrudo da minha canetinha de tinta vermelha sanguínea, não fazia parte da ala dos descanetados, e emprestei a minha canetinha vermelha pra muita gente!

Depois de uma rápida passada em casa para trocar de roupa e descansar um pouco, fui com Martha Argel e o meu amado consorte Roberto Melfra para a Casa das Rosas, curtir a madrugada sob a lua (lembram do início do post?) maravilhosa. Para quem não conhece a Casa das Rosas, fica aqui o convite para dar uma passadinha por lá, de preferência à noite ou ao anoitecer, quando a mansão fica inacreditavelmente linda! Logo encontramos Mario Carneiro, que também tinha ido descansar um pouco no hotel antes da noitada, e o seu amigo André. Ambos são do Paraná e tinham vindo para a estréia do Mario em tardes de autógrafos. Ele estava tão feliz que dava gosto de ver!



Encontramos por lá também Iam Godoy, Ravenna Raven e Liartemis da turma da Raven's House. Eita pessoal animado! No dia seguinte ainda iam participar da Zumbi Walk... Mas foi muito bom revê-los também. No Halloween o pessoal do Horror sempre reaparece!

Thatá e Nathália, com o reforço de Will e Conceição, estavam lá e nos fizeram companhia, enquanto ouvíamos os gritos dentro da casa, pois os fantasmas eram a atração do tour noturno na Casa das Rosas. Eu estava com vontade de participar do tour, mas a fila enorme me convenceu rapidinho a deixar para outra hora. Afinal, era bem melhor ficar ali, curtindo o visual de pessoas lindas, algumas fantasiadas de bruxas e vampiros. Havia, inclusive, várias crianças na companhia dos pais, brincando em meio ao jardim. Ou será que eram visões de fantasminhas e eu não me dei conta? Bem, jamais saberemos... rs


Às 02h30, Martha contou para uma platéia bem desperta a fofoca Lorde Byron X Polidori. Foi engraçado ver aquelas pessoas tão interessadas numa fofoca... Mas quem não ficaria, já que se trata de como nasceu o primeiro conto de vampiros? Ouvimos em seguida alguns poemas, inclusive uma declamação muito bacana do "O Corvo" de Poe no sarau e depois fomos embora.


****** E, pra finalizar, o link para um vídeo legal, produzido pelo pessoal da Giz Editorial sobre "Kaori: Perfume de Vampira". Vocês vão ver cenas do lançamento aqui em SP. Olha o link.

Bem, acho que é isso por enquanto. Hoje o céu está meio nublado, embora o calor continue. Será que a lua apareceu? Vou lá dar uma olhada. E, quem sabe, uivar. Que tal me acompanharem?

AUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!

4 comentários:

Adriano Siqueira disse...

Oi Giu, do jeito que está a gente men precisa mais ficar marcando encontros é só ir nos seus eventos e estão todos por lá.
Isso é que é bom. :-)

amigos presentes, eventos crescentes como a livros da Moon!

bjsssss
dri

Guilherme Alves disse...

Oi Giuilia, adorei o conto. Existem muitas lobas espreitando nas sombras. E hoje, sexta-feira, elas estão uivindo em cada barsinho e esquina da cidade.rsrs

Bjs

Leonardo Adriano Ragacini disse...

Alias, adorei a coisa com lobos kkkkkkkkkk por que?

Giulia Moon disse...

Ehhhh!!!! Dri! Cada vez mais bonitão, o Lord Dri, o vampiro de olhos verdes! rsrsrsrs

Guilherme, que bom que gostou do conto! Não são só elas que têm vontade de uivar... Aposto que tem muito lobo macho uivando por aí!

Leo, eu sabia que vc ia gostar! Aposto que andou uivando por estes dias, hein? Garoto, garoto...

Beigiunhos e thanks pelos comments!