quinta-feira, 23 de julho de 2009

Para Andy

Sutilmente. Eu gosto desta música. Dentro da sua simplicidade, ela me toca profundamente, como fazem todas aquelas coisas que dizem para o mundo aquilo que está trancado dentro do nosso peito.



Estou nesse estado de espírito porque alguém que eu gostava muito se foi. Um dos muitos amigos que a gente vai encontrando pela internet e vai se separando pelo caminho, às vezes de forma dolorosa.

Andy era moderador de um grupo de discussão das obras de Stephen King. Nós nos encontramos apenas duas vezes, trocamos uma dúzia de e-mails, se tanto. Só isso. Mas bastava um olhar para perceber o quanto ele transmitia de alegria, sinceridade e – olhem só que coisa mais preciosa – bondade, de um jeito maravilhosamente antiquado, gostoso, saudoso.

E ele fazia isso, enquanto se deleitava com o sangue e as vísceras que jorravam dos contos mais sangrentos, ou a brutalidade das cenas mais sádicas dos filmes adaptados dos livros do velho mestre. Porque quem é mesmo puro de alma não precisa fingir que se horroriza com o horror de ficção. Porque quem é bom de verdade, pode se divertir com o mal de mentirinha sem culpa.

No sábado, ele se foi. De uma forma discreta, simples e sem alarde. Mas deixou um grande vazio. Pois ele era um cara capaz de – sutilmente – ser uma pessoa indispensável.

Neste exato instante, eu desejo, mais do que nunca, ter uma palavra amiga para os que falam comigo. Desejo ver a vida de uma forma descomplicada e natural. Desejo poder um dia compreender o que realmente significa "ser bom". Pois todas essas coisas parecem ter muito a ver com Andy.

E, essas, só dependem de nós. Um grande beijo, amigo.

9 comentários:

Carina disse...

Querida "Lucy Cat" (desculpe, mas adoro esse apelido...rs), acho que suas sinceras palavras disseram muito sobre nosso querido Andy. Muitas saudades, mas como diria o personagem de King "Esperança é uma coisa boa e nada do que é realmente bom, morre."
Assim é o Andy: eterno graças àquilo que cultivou.

Beijos!

Kitty (ou Carina Volotão)

MISERY disse...

linda homenagem lucycat.
bjo grande

Debby Lenon disse...

Pois é Lucy Cat, hoje acordei bem, achei que estava conformada, mas, após ler seu email chorei mais uma vez. Perdi um grande amigo, de conversas por email, telefonemas e um excelente companheiro de leituras de King. Eu sou assim sensivel quando perco alguem amigo. Amei essa musica.

Darcy Mendes disse...

Entendo perfeitamente como se sente.
É incrível como as pessoas boas nos deixam tão cedo! Na semana passada perdi um amigo/irmão. Não era um amigo de longa data. Era alguém que encontrei a pouco tempo, mas nos unimos em torno da música. Éramos professores dos mesmos alunos. Infelizmente ele partiu de forma inesperada e trágica, mas as lembranças boas ficarão para sempre.

Abraços

Daniel Cisneiros disse...

Que lindo Giu!
É muito do que o Andy significava pra mim.
Obrigado!
^^

L.F. Riesemberg disse...

A vida tem dessas coisas, mas pense que seu amigo deva estar em um lugar muito mais bonito do que a Terra, de lá zelando por você e por outras pessoas queridas. Abraço, Giulia, fique com Deus!

Giulia Moon disse...

Obrigada a todos que estão deixando mensagens de apoio por aqui e no meu e-mail. Um grande abraço carinhoso a todos.

Daniel Cisneiros disse...

Conheço sim Giu!
Sou o "Gage Creed" do Overlook, cara LucyCat!
:)

Rose Red disse...

Lindo, Lucy, lindo! Me emocionei! Não conhecia o Andy pessoalmente mas era exatamente essa a impressão que tinha dele. Que Deus o tenha na sua santa paz!